UMA VITÓRIA POR DIA

PASSAPORTE PARA A DIVERSÃO

Posted on: 08/11/2013

Hoje escrevo com um certo alívio. Percebo como muita coisa mudou.

CRISE
Tive uma crise violentíssima, quando resolvi assistir o filme As Faces de Helen, que conta a história de uma mulher com Transtorno Bipolar.

As Faces de Helen
Fiquei muito deprimida enquanto via o filme e no final não conseguia para de chorar. Comecei a ver que algumas coisas tinham acontecido comigo: o distanciamento das pessoas, a agressividade, a tristeza e depois, quando as pessoas simplesmente desistem e vão embora. Helen perdeu o marido, a filha, o emprego.
Perdeu também a única que a compreendia, a amiga, que também era bipolar e  não aguentou essa doença terrível, se jogou do alto do prédio em que morava.

Comecei a ficar com muito medo pois eu já tive perdas e abandonos. O que mais faltava? Perder o emprego e me matar.
Um medo e uma tristeza começaram a se instalar em mim. Eu estava no trabalho. Liguei para a minha psiquiatra mas ela não estava no consultório. Liguei para a psicóloga mas como ela é do convênio, não pode atender por telefone. Fui para o banheiro e chorei muito, muito. Tinha vontade de ir pra casa, tomar vários remédios pra dormir e não acordar mais. Ainda bem que há um mês eu entreguei todas as cartelas de Aprazolan para o meu noivo esconder. Pedi para que ele guardasse e me desse apenas um comprimido quando eu precisasse dormir.
Pensei em ir pra rua e atravessar na frente de um ônibus.
Mas não fiz nada, fiquei ali, chorei, chorei e pedi pra chamar um colega de trabalho, o Jari ,que já havia conversado comigo sobre tudo isso e tinha vivido essa experiência com o pai. Então ele me deu a dica de conversar com a minha psiquiatra sobre complementar a medicação com Litio, pois para o pai dele deu certo.

CONSULTA
Marquei a consulta e conversei tudo isso com a minha médica. Falei ainda do ódio que eu sentia sobre algumas coisas, algumas situações, a vontade que eu tinha de bater e  matar as pessoas por coisas banais. De como as vezes eu me sentia muito acelerada, da necessidade que sentia em  fazer um milhão de coisas e me sentir sempre muito cansada. Pra se ter uma ideia, sempre fui assim: Se estou em casa e me  programei para ver um filme, levanto diversas vezes para fazer algo. Vou varrer a casa porque vi uma sujeira, vou pegar algo para comer, depois preciso naquele momento ir lavar a louça, aí já que estou na cozinha, vou arrumar algo que está fora do lugar e por aí vai. O filme acaba e eu não vi nada.
Agora, morando com meu noivo, o que mais me irrita é a diferença entre o meu tempo e o tempo dele para fazer as coisas. Até pouco tempo atrás saíamos juntos para trabalhar. Eu gosto de sair duas horas mais cedo, pois fico prevendo atrasos, ônibus lotado, fila e não admito que eu mesma chegue atrasada no trabalho.
Acordava as 5:00, já pilhada, tomava banho, fazia escova e chapinha no cabelo, me maquiava, escolhia a roupa, arrumava a cama, a casa toda e ficava lá, esperando ele apenas tomar banho e colocar a roupa.
E ele, sempre no tempo lento dele, que demora no banheiro, demora pra tomar banho e já começava uma briga pela manhã. Percebi que o que mais me irritava era aquele barulho da água do chuveiro por 30 minutos e na minha percepção se parecem horas intermináveis. Um dia escrevo sobre as influências exteriores que me fazem entrar em crise, como por exemplo, barulhos.
Como percebi que ele não iria mudar, passei a ir trabalhar sozinha. Continuo fazendo as coisas no meu horário,  saio de casa a hora que acho boa pra mim, assim chego antes na fila do ônibus, vou sentada, tranquila e chego no trabalho 1 hora mais cedo. É… uma hora mais cedo, errado, né, mas é a minha mania. E com isso, essa briga terminou, ficamos cada um no seu tempo, de boa!
Contei tudo isso a ela, sobre o filme, sobre a crise, sobre as raivas incontroláveis, os desejos e matar e morrer e o cansaço intenso que sentia por fazer muitas coisas em pouco tempo, da agitação que da uma sensação péssima de que o mundo é lento só pra me irritar. Ela então decidiu entrar com o Litio.

foto Tanto o Carbonato de Lítio quanto o Depakene são oferecidos pelo SUS, o que é ótimo, pois são medicamentos caros. Chegando em casa, fiz uma pesquisa sobre o medicamento, conheci os efeitos colaterais e comecei a me adaptar, pois coloquei na cabeça que se não me adaptasse, teria que parar com a medicação e seria péssimo pra mim. Não queria me tornar uma Helen.

O Lítio é usado para acabar com as oscilações de Depressão, Hipomania ou de Mania (Transtorno Bipolar), para potencializar antidepressivos, para prevenir certas formas de enxaqueca e para controlar impulsividade e agressividade exageradas. Mesmo quando não acaba com as recaídas, faz com intervalo entre elas seja mais longo e com que as fases sejam mais fracas.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS:
O lítio é uma das mais importantes descobertas da psicofarmacologia moderna. Além de atuar na fase aguda da mania, previne também o seu aparecimento e, possivelmente, também a fase de depressão. Com doses adequadas a melhora é mantida por tempo prolongado, as recidivas tornam-se cada vez menos frequentes e não ocorrem amnésias ou distúrbios da função cerebral.
Na maioria dos casos, o tratamento com Carbonato de Lítio leva ao desaparecimento de todas as manifestações de mania, sem que os pacientes sintam ou causem a impressão de que estão narcotizados.

* Aumento de peso (retenção de líqüidos e aumento de gordura): faça caminhadas, exercícios e tome bastante água.
* Leve tremor nas mãos: diminuir café, refrigerantes, chá preto, chá mate e tomar mais água.
* Diminuição da função da Tireóide. É raro e os Endocrinologistas preferem tratar a tireóide do que mandar suspender o Lítio, para evitar recaídas das depressões ou fases maníacas.
* Muito raramente, pode ocorrer que os cabelos fiquem menos lisos. Eles podem não voltar a serem lisos após a interrupção do tratamento.
* Não existe comprovação científica que o Lítio provoque alteração nos dentes, mas não custa nada caprichar na escovação.

* Intoxicação de Lítio: por exemplo, no caso de uma infecção urinária, ou de ter tomado dose alta demais:
*Tremor forte.
*Voz pastosa.
*Pernas fracas, fraqueza muscular.
*Diarréia, vômitos.
*A letra fica pequena e “pontuda”.
Suspenda o Lítio, ligue para seu médico. A intoxicação de Lítio costuma passar em horas.”

Fonte(s):http://www.mentalhelp.com/litio.htm

Sabendo de tudo isso, comecei a tomar bastante água para não ficar inchada, já que morro de medo de engordar.

UMA SEMANA FORA DA MONTANHA RUSSA

MONTANHA RUSSA

Percebi que depois de uma semana com a combinação de medicamentos, não tive crise de mania ou depressão. Estou mais tranquila,  mais no meio termo. Fico chateada com alguma coisa, feliz com outra, mas consigo perceber que não é algo fora do controle, aquela alegria absurda ou aquela tristeza mortal. Agora é tudo simples.
Acho que consegui sair da montanha russa que eu sempre andei e sempre detestei.
Acho que agora posso curtir os outros brinquedos do parque de diversão, sem restrições.

PARQUE

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

UM POUCO DE BEM E UM POUCO DE MAL. É SÓ MISTURAR COM ÁGUA.

Trabalho com comunicação há cerca de 10 anos.
.:.
RADIALISTA - Locutora profissional em espera telefônica, URA, spot comercial, corporativo, documentário, video-aula, áudio book, varejo, cerimonial e locução infantil.
.:.
PUBLICITÁRIA - Redação, desenvolvimento e criação de campanhas, comerciais, slogans e jingles.
.:.
EAD - Coordenadora de produção de material didático para Ensino a Distância
.:.
CONTATO
deborapodda@gmail.com
(11)95823-9013
.:.
*moro em São Paulo
*tenho duas filhas de 4 patas
*adoro cozinhar e comer
*palmeirense
*tenho transtorno compulsivo depressivo, em tratamento

ESSE BLOG serve como uma terapia para exteriorizar meus pensamentos, perceber minhas necessidades de mudança, avaliar meus erros e acertos, virtudes e defeitos.
Aqui tem minhas tristezas e alegrias. Meus sonhos, planos e conquistas.
Tem me ajudado! Espero que ajude você a também ter uma vitória por dia.
Um beijo.

Instagram

Enfim deu certo. Pão pizza Bolinho para aniversario do meu gato @roberto_terremoto 
Desejo muita saúde e alegrias, com a benção de Nossa Senhora Aparecida!
❤️🙏🏻 Parabéns para o meu gato!!!
❤️🎉🎁
%d blogueiros gostam disto: